Para o alto e além…

Crises, ainda que passageiras, costumavam assolar aquela mega-igreja e geralmente inquietavam o alto escalão eclesiástico, sempre atento e preocupado com a repercussão de turbulências para a membrasia, chamada entre eles de “clientes”.
Uma das últimas crises teve início na apresentação do programa anual para os grupos de interação e convivência social, também chamados GICS.
Na verdade, o aparato montado lembrava uma palestra de algum renomado conferencista.
No maior dos cinco auditórios da mega-igreja, todo o staff reunido, os pastores da igreja em todas as graduações (Premium, Platinum, Gold, Silver, Advanced, Master, etc.), dezenas de OM´s (orientadores motivacionais), pastores convidados, pedagogos, repórteres das principais revistas evangélicas, representantes de outras denominações, enfim, um acontecimento.
Segundo o pastor Premium, líder da Coordenadoria de Assuntos Convivênciais, os GICS surgiram como uma proposta inovadora, desafiadora e revolucionária face a mesmice das jurrásicas Escolas Bíblicas Dominicais.
Ele não conseguia esconder que considerava a EBD um anacronismo diante da modernidade daquela mega-igreja.
“Imaginem, estudar a Bíblia folheando páginas e lendo versículos”, dizia ele. “A última palavra em didática de ensino e recursos pedagógicos estão à disposição de nossa mega-igreja e vamos usá-los”.
Até aí tudo bem se no momento seguinte ele não tivesse começado a expôr o programa dos GICS para o próximo ano, no qual constavam temas como: “Relacionamentos movidos por aptidões”; “Usando a psicologia na interação com os incrédulos”; “Força motivacional para o louvor”; “Novos paradigmas da fé”; “Estabelecendo vínculos entre os adoradores”; “Novas doutrinas para um novo milênio” e por aí vai.
O staff sorria de satisfação e os pastores convidados, alguns de outras denominações, faziam anotações no belíssimo material distribuído na entrada, que continha inclusive um DVD com a íntegra da apresentação.
Um dos novos orientadores motivacionais categoria Junior – a antiga denominação professor de EBD foi abolida – assistia a tudo, extasiado.
Havia se convertido há pouco tempo numa igreja de outro estado e era um dos mais novos “colaboradores” daquela igreja.
O fato de estar cursando pedagogia abriu-lhe as portas para conseguir uma vaga como OM .
No entanto, o programa apresentado lhe parecia estar incompleto.
Num impulso, sem pensar nas conseqüências, levantou a mão e, usando o microfone, perguntou:
“Pastor Premium, e o estudo da Bíblia?”
O pastor Premium, que caminhava no palco sob a luz direcional do canhão de luz, parou imediatamente, fuzilando o autor da pergunta com o olhar.
“Como assim, estudo da Bíblia?!”, rosnou ele, visivelmente irritado.
“Bem, eu quis dizer estudar os livros da Bíblia, os personagens bíblicos, a vida de Jesus, Espírito Santo, doutrinas e …”, tentou argumentar, sem sucesso.
“Escute aqui, meu jovem” – interrompeu-o o pastor Premium – ”a proposta dos GICS é algo moderno, que resulta de anos de estudo e preparação junto a grupos de estudiosos em comunidades pedagógicas da França e da Alemanha, tudo realizado alicerçado em teses de professores e doutores de consagradas instituições de ensino”.
“O currículo do programa aqui apresentado deveria ser motivo de orgulho de todos os colaboradores dessa instituição e não ser alvo de críticas”.
Todos os olhares dos milhares de presentes no imenso auditório se voltaram para o inoportuno participante.
“Desculpe senhor, não foi essa a intenção”, balbucia o jovem, constrangido.
“Espero sinceramente que não tenhamos outras interrupções motivadas por questionamentos absurdos como esse”, vociferou, encerrando a questão.
O telão multi-mídia foi re-ligado, voltando a apresentar o belíssimo vídeo com o programa, que exibia imagens de pessoas de todas as idades sorridentes, com um fundo musical envolvente, enquanto os títulos do módulos surgiam do fundo da tela e iam crescendo em direção ao público.
O jovem autor da pergunta, sentindo-se desmotivado, levanta-se da cadeira e se dirige lentamente para a saída, com a Bíblia nas mãos.Ao passar pela saída do auditório, de cabeça baixa, ainda consegue ouvir os comentários de dois pastores categoria Gold, postados ao lado da porta de blindex: “Estudo da Bíblia, só me faltava essa!”.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s