Alargando a porta

O pastor Premium não ficou nem um pouco satisfeito quando soube que o famoso cantor de pagode Treta da Mangueira se declarara “frequentador assíduo” da Hiper-Igreja – lembrando: a Hiper-Igreja era a rival histórica da Mega-Igreja.
A matéria de capa na revista de celebridade Fuças mostrava o cantor chegando para o culto com uma de suas seis amantes, sendo aclamado pelo presentes.
“É um absurdo!”, declarou ele ao pastor Platinum.
“De fato, pastor Premium, como pode o cara ir à igreja de braço dado com a amante?”, tentou apoiar o auxiliar.
“Deixe de ser idiota, Platinum”, rugiu ele, “é um absurdo que não tenhamos aqui em nossa igreja um sujeito desses, de expressão, que o povão goste, sabe como é”.
“Sei…”, coçava a cabeça um pensativo Platinum.
Na verdade, o tal cantor de pagode se somava a uma extensa galeria de “celebridades” que adornava as fileiras da Hiper-Igreja.
Era uma verdadeira fauna, na qual havia de tudo: artistas de brilho e talento duvidoso, cantores de funk e pagode, jogadores de futebol de vida boêmia e “modelos” com vida pra lá de desregrada.
No entanto, cada vez que eles apareciam nas páginas da Fuças entrando no mega santuário da Hiper-Igreja, o pastor Premium tinha ataques de fúria.
Para tentar uma estratégia que equilibrasse isso, o staff da Mega-Igreja se reuniu no CEO room.
“Vou direto ao ponto: nossa congregação precisa de pessoas de destaque, de impacto, que causem furor”, começou o pastor Premium.
Platinum, prá variar, foi o primeiro a dar seus palpites.
“Pastor Premium, temos alguns políticos e artistas aposentados que sempre que podem, prestigiam nossos cultos e…”.
Foi interrompido pelo dedo em riste do pastor Premium.
“Não me venha falar nessas múmias cheirando a naftalina, Platinum!”.
Foi a vez do pastor Advance, sagaz como sempre, se insinuar.
“Bem, tenho uns contatos com o pessoal da comunidade do morro do Cavalo Molhado e existem bons pagodeiros lá”.
“Acho que o que nosso líder máximo pretende é gente de expressão, não é, chefe?”, interveio pastor Gold.
“Isso! Até que enfim alguém entendeu! E precisamos desse povo aqui e rápido.”
Assim, como num passe de mágica, naquele mesmo dia a cantora de funk Lazinha Quebra-Bunker chegava ao culto acompanhada da Mulher Mandioca.
Foi uma agitação, devidamente documentada pela equipe de reportagem da Fuças.
No dia seguinte, foi a vez de Marcelinho Amazonense, jogador de futebol mais conhecido por surrar suas esposas, namoradas e amantes usando corrente de moto.
Pastor Platinum vibrava.
No entanto, alguns cuidados eram repassados de forma enfática aos pregadores pessoalmente pelo pastor Premium: “Prestem atenção! O primeiro que abrir a boca nesses cultos para falar em “porta estreita”, renúncia, “nova vida” eu expulsarei daqui a pontapés!!”.

Publicado a partir do BlackBerry para o WordPress.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s